You are currently viewing Valores ESG: O Que São e Como Se Adequar
ESG environmental social governance business strategy investing concept. Businessman pressing button on screen.

Valores ESG: O Que São e Como Se Adequar

Descubra quais são os valores ESG, como sua empresa pode se adaptar a eles e quais são seus benefícios.

Tempo de leitura: 9 minutos.

O mundo dos negócios está em transformação. Hoje em dia, não basta oferecer produtos de qualidade para os clientes e nem trabalhar visando apenas o lucro, pelo contrário, espera-se que as organizações extrapolem os benefícios para os trabalhadores e para a sociedade e que também sejam ecologicamente sustentáveis

Esses valores esperados das empresas são conhecidos como ESG (Environmental, Social and Governance), ou seja, são princípios ambientais, sociais e de governança que elas devem seguir para se manterem competitivas. Esses princípios já fazem parte da cultura das corporações em vários países, tais como os Estados Unidos, Japão e os europeus, e ditam como as empresas devem se comportar.

Valores ESG

Os princípios ESG também são levados em consideração na análise de investidores. Para eles, não basta apenas um balanço econômico-financeiro, mas sim um diagnóstico total do comportamento social da empresa. De acordo com Larry Fink, CEO da BlackRock, gestora que administra mais de US$ 8 trilhões no mundo todo, os investidores estão dando preferências para empresas que levem o ESG em sua metodologia de trabalho.

No Brasil, esse tema começa a ser debatido com mais frequência, e algumas empresas que adotam os valores ESG já possuem vantagens competitivas no mercado, apresentando um maior ganho de capital por tais práticas, tais como a Magazine Luiza e a Natura. 

Neste artigo, vamos mostrar no que consiste o ESG, as oportunidades adquiridas quando se adota medidas alinhadas a esses princípios e como a sua empresa pode fazer isso. 

O que é ESG?

ESG (Environmental, Social and Governance) ou ASG (Ambiental, Social e Governança) carrega no seu significado uma série de ações que as empresas devem incorporar para reduzir o impacto ambiental, trazer um retorno para a sociedade e melhorar o ambiente de trabalho da corporação. Tais fatores podem ser explicados da seguinte forma:

  • Fator ambiental: está relacionado às medidas de prevenção do meio ambiente e ações ecologicamente sustentáveis, tais como o compromisso em produzir uma menor quantidade de resíduos, a implantação de medidas de eficiência energética, a utilização de fontes de energia renováveis e as medidas de redução da poluição;
  • Fator social: está associado à interação com a sociedade, qualidade de vida dos colaboradores e qualidade do produto. Algumas ações que interferem nesse fator são a relação com a sociedade, o respeito aos funcionários, a capacitação de pessoal, os programas de desenvolvimento humano, a diversidade no trabalho e a proteção à saúde dos colaboradores;
  • Fator governamental: está ligado à transparência da organização, tanto externa quanto interna, em que o governo, colaboradores e investidores têm clareza que as ações adotadas estão de acordo com a sua missão, visão e valores. Algumas ações desse fator podem se dar por meio da definição da estrutura organizacional, da diversidade na composição da equipe, da transparência dos resultados do exercício, das políticas de remuneração e da ética no trabalho.

Cada vez mais as empresas compreendem que é necessário adotar tais práticas para serem competitivas no futuro, pois os consumidores e investidores dão preferência a produtos e serviços de empresas que levam, em sua missão, o fator sustentável. Para se ter uma ideia, mais de US$ 30 trilhões estão investidos em fundos que levam em consideração o critério ESG. Porém, é importante frisar que existe uma grande diferença entre empresas que praticam a sustentabilidade e empresas que possuem uma narrativa sustentável.

Enquanto empresas sustentáveis adotam vários programas de redução do impacto ambiental, valorização de funcionários e transparência administrativa, outras empresas praticam o chamado greenwashing. Tal termo é utilizado quando a organização prega um discurso alinhado com o ESG, porém, na prática, nenhuma ação realmente é feita.

Valores ESG

Como exemplo, podemos citar empresas que trazem como missão a transparência empresarial e são acusadas de sonegação fiscal; que possuem uma política de preservação da natureza, mas realizam a compra de madeira ilegal; ou que divulgam um ambiente agradável de trabalho e submetem os trabalhadores a pressões psicológicas constantemente.

ESG no Brasil

No Brasil, com a crise causada pela pandemia da Covid-19, o senso de cooperação do brasileiro cresceu muito. Durante todo esse período, muitas pessoas se empenharam para realizar trabalhos voluntários, doações e outros serviços sociais. Essa onda de solidariedade também se espalhou por diversas empresas de todos os tamanhos, o que levou os consumidores a identificar a importância dessas ações sociais, dando preferência a empresas que adotam os valores ESG.

Atualmente, as empresas brasileiras estão em diferentes estágios em relação ao ESG. Enquanto algumas empresas possuem uma política muito avançada nesse aspecto, há organizações que já adotam algumas medidas nesse sentido, porém não incluem em seus relatórios anuais os impactos das ações sustentáveis e outras empresas que ainda estão começando a se adaptar aos valores ESG.

É extremamente necessário que as empresas brasileiras se adequem aos valores ESG para conseguirem se tornar mais competitivas na preferência de clientes e investidores. Empresas assim atingem uma grande vantagem competitiva e várias oportunidades de crescimento, pois estabelecem uma sólida relação social com a comunidade e com os trabalhadores, garantem uma maior qualidade dos produtos desenvolvidos, reduzem o impacto ambiental e são as preferências dos investidores.

Como Adotar Valores ESG?

Com todos os benefícios que uma empresa alinhada aos princípios ESG possui, é natural que a administração busque adotar tais práticas na companhia, porém, muitas vezes não é possível decidir quais atitudes devem ser tomadas para cada tipo de negócio. Por isso, vamos mostrar quais são as melhores atitudes para serem tomadas na área ambiental, social e de governança.

Ambiental

A seguir, mostraremos alguns pontos relacionados ao fator ambiental para os quais as organizações devem se atentar, indo desde gestão de resíduos até medidas de eficiência energética. Confira!

Gestão de Resíduos

Todas as empresas geram resíduos sólidos em suas atividades, sejam elas de produção ou administrativas. Tais resíduos, se não forem bem tratados, podem trazer muitos malefícios ao meio ambiente. Por essa razão, foi implantada a Política Nacional de Resíduos Sólidos, na qual são apresentadas as diretrizes para a gestão dos resíduos.

Entre algumas medidas para evitar ou diminuir a geração de resíduos, podemos citar a preferência por fornecedores que também levem em consideração o fator sustentável nos seus produtos, a opção por embalagens recicláveis, a implantação de programas de gerenciamento de resíduos sólidos e a adoção da logística reversa junto às cooperativas de reciclagem.

Prevenção à Poluição

A prevenção à poluição consiste em um conjunto de técnicas e métodos que tem como objetivo reduzir ou anular a emissão de poluentes na fonte geradora, podendo ser realizadas modificações no processo, no tipo de matéria-prima e na adequação do maquinário.

No trabalho rural, por exemplo, é normal utilizar tratores para as mais diversas tarefas. Essas máquinas agrícolas emitem um grande volume de gases poluentes na atmosfera, sendo que, para reduzir tais emissões, foi criado o chamado Programa de Controle de Poluição do Ar por Veículos Automotores (Proconve), o qual estabelece limites máximos que determinados gases podem ser dispersos no ar. 

Por meio da utilização de tratores sustentáveis, que possuem um sistema de combustão mais eficiente, é possível observar uma redução de até 85% do material particulado e de 75% dos óxidos de nitrogênio, além de se obter uma maior performance com uma menor quantidade de combustível.

Eficiência Energética

A eficiência energética consiste em utilizar uma menor quantidade de energia para se obter o mesmo resultado, que pode ser a fabricação de produtos, a iluminação elétrica, o uso de eletrônicos, bem como qualquer ação em que seja necessária a utilização da energia elétrica.

Valores ESG

Uma medida de eficiência energética altamente recomendada é a adoção de fontes renováveis de energia, tal como a solar. Por meio do emprego desse tipo de tecnologia, a empresa gera vários benefícios, tais como a diminuição no custo de energia elétrica, preservação do meio ambiente pela utilização de uma energia limpa e maior vantagem competitiva por se adotar uma prática sustentável.

Bulbe e os Valores ESG

A Bulbe é uma empresa de energia solar compartilhada que defende a adoção dos pilares ESG pelas organizações, auxiliando-as na adoção de uma fonte de energia limpa.

Por meio da geração distribuída, a energia utilizada pelas empresas é gerada em fazendas solares e são descarregadas diretamente na rede da concessionária local, não sendo necessária a instalação de painéis solares diretamente na companhia, o que traz uma economia de energia imediata, um maior faturamento e oportunidades de investimento em outras medidas sustentáveis.

Social

O fator social vai desde o desenvolvimento humano dos colaboradores, a qualidade do produto e as ações de desenvolvimento social por parte da empresa. Vamos analisar cada um desses pilares.

Desenvolvimento Humano

Toda empresa é resultado da ação de seus colaboradores. Quando os colaboradores não se sentem felizes em seu ambiente de trabalho, os produtos e serviços não possuem o padrão de excelência que deveriam.

Um bom ambiente de trabalho é cada vez mais importante para as organizações alcançarem seus objetivos, pois a nova geração de trabalhadores será ainda mais qualificada e não terá problemas em migrar para empresas que ofereçam melhores condições de trabalho.

Dessa forma, é natural que as empresas que adotem os pilares ESG também pensem na satisfação dos seus colaboradores, pois eles são o fator mais importante para o sucesso da organização. 

Programas de treinamento nas áreas de atuação, gestão da saúde e segurança do trabalho, incentivo às práticas esportivas e à interatividade no local de trabalho, bem como a elaboração de planos de carreira para os colaboradores são algumas das ações que as empresas alinhadas aos princípios ESG tomam para se manter um ambiente de trabalho agradável e que estimule a eficiência na produção.

Qualidade do Produto

Com a concorrência cada vez mais acirrada, os clientes esperam que os produtos adquiridos satisfaçam as suas necessidades. Além disso, a legislação atual exige que as organizações sigam uma série de normas em seu trabalho para que o produto final cumpra a funcionalidade proposta e não apresente defeitos.

Dessa forma, é essencial que uma empresa que segue os padrões ESG tenha um rigoroso controle de qualidade e que respeite todas as normas regulamentadoras necessárias.

Um exemplo de um controle de qualidade mal elaborado é quando os automóveis vão para recall. Quando isso ocorre, a reputação da empresa cai, e os clientes buscam outras marcas de veículos.

Desenvolvimento Social

As organizações que seguem os padrões ESG devem ser relevantes para a comunidade ao seu redor. Os clientes não esperam apenas o produto final, mas sim um esforço genuíno da empresa para tornar o mundo um lugar melhor.

Empresas que possuem uma ótima reputação ESG realizam campanhas sociais em diversas áreas, tais como educação, saúde, mundo corporativo, entre outras. Sempre é necessário pensar nos benefícios que a organização deve buscar à sociedade. Dessa forma, além da contribuição social, a empresa ganha pontos na sua reputação e aumenta sua vantagem competitiva.

Governança

A governança corporativa está ligada à transparência administrativa da empresa e à ética empresarial. Vamos analisar esses dois pilares.

Transparência Administrativa

Para uma empresa seguir os princípios do ESG, é fundamental que se tenha transparência administrativa. Tal transparência se baseia em deixar claro para todos os sócios os demonstrativos financeiros, ter uma política de carreira estabelecida, bem como delegar cada funcionário ao seu respectivo cargo e responsabilidades.

Valores ESG

Dessa forma, a empresa se mostra uma organização sólida e responsável evita escândalos de corrupção, problemas fiscais e disputas entre sócios e investidores. 

Ética Empresarial

A ética no meio corporativo é um dos fatores mais importantes do ESG, pois é por meio dela que a empresa irá mostrar como se comporta em relação à sua missão, visão e valores. Não é muito eficiente a empresa adotar um discurso sustentável e não realizar nenhuma medida para alcançar esse fim.

Além disso, é necessário ser fiel aos seus colaboradores, fornecedores e sociedade, cumprindo programas e tratados firmados. O respeito no ambiente de trabalho também é essencial, e a empresa deve prezar por isso. 

Conclusão

O ESG é um pilar fundamental que toda empresa deve adotar para se manter competitiva no mundo dos negócios. Por meio desse pilar, a administração deverá pensar no papel da organização como um todo, não apenas no seu produto final.

Essa adaptação não deve ser tratada como um entrave, mas sim como uma oportunidade de evolução da empresa mediante os novos parâmetros de qualidade. Todos os cidadãos devem ter responsabilidade social e atitudes sustentáveis, e as empresas também precisam acompanhar essa tendência.

Atitudes de preservação ao meio ambiente, tais como a gestão de resíduos e a aplicação de medidas de eficiência energética são fundamentais para que seja possível obter um desenvolvimento sustentável, garantindo recursos para as próximas gerações.

O fator social visa atender toda a sociedade por meio de ações que valorizem o profissional, garantam a qualidade do produto e retornem parte do faturamento diretamente para o meio social , gerando uma contribuição direta no desenvolvimento da comunidade em que a empresa atua.

Tais atitudes trazem inúmeros benefícios para a empresa, pois vários estudos sobre a gestão da qualidade de vida no trabalho apontam que: quanto melhor é o ambiente de trabalho e a valorização do trabalhador, maior é a sua eficiência e, consequentemente, melhor é a qualidade do produto.

Por meio da governança de uma empresa, é possível saber se ela está alinhada aos valores que a sociedade espera dela. Organizações que possuem transparência administrativa, respeitam a lei, passam as informações pertinentes aos investidores e órgãos finalizadores e adotam a ética empresarial, transmitem confiança aos colaboradores, investidores, fornecedores e demais órgãos, e possuem uma grande chance de sucesso.

Com todos os benefícios que o ESG traz para a empresa e a sociedade, é fundamental que se busque adaptar a essa nova exigência no mundo dos negócios, pois várias oportunidades surgirão para todos a partir da aplicação de tais medidas.

Existe uma série de ações de ESG que pode ser adotada pelas empresas de acordo com o seu ramo de atuação. Cabe à gestão analisar cada item e decidir se a implantação de determinada medida fará a empresa evoluir nos três pilares: ambiental, social e governança.


Quer saber mais sobre como obter vantagens competitivas para sua empresa e se adequar à nova era dos negócios? Acesse nosso blog clicando aqui!

Deixe um comentário