You are currently viewing Trabalho a Distância: Solução no Presente, Realidade no Futuro

Trabalho a Distância: Solução no Presente, Realidade no Futuro

Conheça as leis, as vantagens e as possíveis dificuldades do trabalho a distância. Será que esse é o nosso futuro?

Tempo de leitura: 8 minutos.

Na última década, a tecnologia e seus avanços cada vez mais rápidos transformaram o ambiente de trabalho de maneira significativa. O impacto direto disso pode ser notado na adaptação constante de sistemas, espaços, ferramentas, profissões e até jornadas de trabalho.

O trabalho a distância já vinha ganhando espaço nesse contexto, mas não passava de uma tendência restrita ao setor de tecnologia. Tanto que o relatório produzido pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), em 2017, ressalta a desigualdade dessa evolução em nível mundial, uma vez que alguns países emergentes, como o Brasil, não tinham sequer dados concretos a respeito da prática.

Um contexto que mudou drasticamente com a chegada da pandemia da covid-19, afinal, uma quantidade expressiva de empresas precisou aderir a esse formato de trabalho de modo abrupto. Em outras palavras: o isolamento social acabou acelerando e expandindo a evolução do que antes era mera tendência.

Para exemplificar essa mudança, basta comparar as estatísticas. Em 2017, segundo o relatório da OIT, “a incidência de pessoas que trabalham a distância varia substancialmente, de 2% a 40% dos trabalhadores, dependendo do país, ocupação, setor e frequência com que eles se envolvem nesse tipo de trabalho”.

Já no cenário atual, os primeiros meses da pandemia fizeram com que 7,9 milhões de pessoas aderissem ao modelo remoto somente no Brasil (PNAD COVID19/IBGE). Considerando que estávamos entre os países com crescimento mínimo na pesquisa anterior, esse número expõe a possibilidade do trabalho remoto se consolidar como uma forma de atuação pós-pandemia.


Neste artigo, vamos falar sobre:

  • O conceito de trabalho a distância;
  • As vantagens e desvantagens do modelo;
  • As dificuldades de implementação;
  • O futuro dessa tendência.

O que é Trabalho a Distância?

Trabalho a Distância

Apesar de a expressão home office ter se popularizado nos últimos meses, o trabalho a distância não está restrito ao ambiente residencial. As atividades profissionais realizadas fora do escritório comercial extrapolam o domicílio, e podem ser realizadas em hotéis, cafeterias ou aeroportos.

Essas modalidades de trabalho estão incluídas na Lei nº 12.551/2011, responsável por alterar o artigo sexto da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), com o intuito de reconhecer o trabalho a distância. Conforme a nova redação:

“Art. 6º Não se distingue entre o trabalho realizado no estabelecimento do empregador, o executado no domicílio do empregado e o realizado a distância, desde que estejam caracterizados os pressupostos da relação de emprego.

Parágrafo único. Os meios telemáticos e informatizados de comando, controle e supervisão se equiparam, para fins de subordinação jurídica, aos meios pessoais e diretos de comando, controle e supervisão do trabalho alheio.”

Devido à abrangência da legislação e à possibilidade de as empresas desenvolverem composições híbridas de jornada de trabalho, nós abordaremos o trabalho a distância em sua conceituação mais ampla no decorrer deste artigo.

Vantagens e Desvantagens

Foto: Unsplash

Entre todas as características do trabalho a distância que podem ser tratadas como vantagens, a qualidade de vida é aquela que tem chamado mais atenção dos especialistas. Um fato comprovado pela quantidade de pesquisas que relacionam a flexibilização de horários e espaços com o bem-estar dos colaboradores.

Uma série de estudos promovida pela Behup identificou, por exemplo, que 63,2% dos brasileiros sentem que sua saúde está melhor. Entre as razões para essa melhora estão a flexibilidade da carga horária e a redução do tempo gasto com a locomoção.

Em 2017, uma pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) revelou que o brasileiro passava aproximadamente um mês e sete dias no trânsito durante o ano. No trabalho remoto, esse tempo, acompanhado pela jornada de trabalho menos rígida, tende a ser utilizado em atividades que aumentam o bem-estar, melhorando a qualidade de vida e a produtividade dos colaboradores.

De acordo com um experimento realizado pela Universidade de Stanford, o autocuidado aumenta a satisfação e a motivação dos funcionários. Nesse cenário, os pesquisadores relataram um “aumento em 13% no desempenho e uma queda de 50% nos pedidos de demissão”.

Tais vantagens ligadas ao bem-estar afetam, consequentemente, o aspecto econômico das empresas, porém os benefícios do trabalho a distância vão além quando se trata desse âmbito.

Com o trabalho home office, é possível economizar em diversos gastos fixos, incluindo água, energia, internet e aluguel de espaços físicos. Um relatório da McKinsey & Company sugere que as empresas devem economizar cerca de 30% com imóveis, abrindo espaço para a contratação de novos funcionários e uma possível ampliação das áreas de atuação.

Para completar, podemos falar de um fator sustentável, visto que as emissões diárias de carbono caíram 17% no auge da pandemia (Nature Climate Change). Uma redução que está conectada, entre outros fatores, com a menor circulação de veículos imposta pelo isolamento social em diversos países.

Trabalho a Distância
Foto: Unsplash

Do outro lado dessa moeda, temos uma série de desvantagens lideradas pela falta de proximidade. Por mais que diversas ferramentas ajudem na comunicação entre os setores da organização, a ausência do contato próximo com a equipe incomoda uma parcela dos colaboradores.

De acordo com uma pesquisa divulgada pelo site Você S/A, 13,70% dos entrevistados têm dificuldade para manter conversas abertas com parceiros ou fornecedores, enquanto outros 13,15% se sentem sozinhos e desconectados da empresa.  

Além disso, um estudo realizado pela FGV em parceria com o Centro de Inovação da Escola de Administração de Empresas de São Paulo revelou que 56% dos entrevistados têm dificuldade de lidar com o trabalho a distância, citando o equilíbrio entre atividades pessoais e profissionais como o principal problema.

A Implementação

Entre vantagens e desvantagens, a implementação do trabalho a distância exige alguns cuidados. Sem isso, as empresas podem tanto regredir a um cenário em que a troca de experiência é inexistente, quanto construir um ambiente virtual em que os excessos o tornam mais estressante do que o escritório.

Administração das Atividades

A obrigação de dividir sua atenção entre atividades pessoais e os diversos canais de comunicação da empresa é um dos fatores que influenciou os resultados da pesquisa realizada pela FGV

É impossível negar que organizar tarefas e manter o foco nelas tende a ser um desafio significativo para gestores e colaboradores, principalmente quando a presença de crianças e meios de entretenimento são levados em conta.

Ferramentas de Gestão

A escolha de uma ferramenta de gestão que se adeque à realidade do negócio é essencial no planejamento de atividades, no cumprimento de metas e na transição apropriada entre os modelos de trabalho.

A migração para uma solução híbrida ou completamente remota deve passar pela atualização apropriada de todos esses processos organizacionais, visto que a maior parte deles não funciona dentro do cenário digital. 

Comunicação Eficaz

O diálogo entre equipes e setores pode ser realizado por meio de diversas ferramentas. Não é possível especificar qual seria a melhor opção, mas vale lembrar que modelos remotos precisam de uma comunicação eficiente.

A produtividade desse sistema está interligada, acima de tudo, à escolha de um canal de comunicação intuitivo e à combinação de horários para evitar que os profissionais trabalhem além do seu horário, como aponta esta pesquisa do LinkedIn.

Trabalho a Distância
Foto: Unsplash

Reuniões

Em certas situações, o trabalho a distância deixa a impressão de que as atividades não estão bem alinhadas. Nesses casos, os gestores costumam convocar as equipes envolvidas para uma reunião.

Essa é a atitude correta, desde que a frequência e a duração dos encontros virtuais não passem do limite. Insistir em reuniões desnecessárias, repetindo informações que já foram combinadas anteriormente, afeta – e muito – a produtividade do seu negócio.

Estrutura Física

Para concluir, o bom funcionamento do trabalho a distância depende ainda de elementos estruturais, como o acesso a equipamentos, internet de qualidade e mobília, que garantem o bem-estar do profissional.

Com a implementação urgente do home office, a maior parte das empresas de grande porte têm solucionado esse problema com o envio de notebooks, cadeiras ergométricas e incentivos financeiros para seus colaboradores. Caso a sua realidade financeira não permita um investimento desse nível, o desafio será encontrar outras opções para garantir a estruturação de um espaço eficiente.

O Futuro

O trabalho a distância pode não ser a melhor solução em todas as situações, porém a maior parte das pesquisas realizadas nos últimos meses apontam para o crescimento desse modelo de trabalho no futuro.

Nas palavras de Marcela Martins, diretora da Wavy Global, em entrevista ao site Folha+: “a pandemia trouxe um novo panorama para o mercado de trabalho. Depois de tantos meses em casa, as equipes estão adaptadas ao formato do home office, e acreditamos que essa tendência veio para ficar”.

Uma suposição que é comprovada pelo estudo Tendências de Marketing e Tecnologia 2020 (Infobase). O documento prevê um crescimento de 30% na adoção do modelo, levando em conta que um número significativo de organizações pretende fazer implantação ainda em 2021.

O estudo realizado pela consultoria Cushman & Wakefield segue a tendência ao revelar que somente 2,5% dos executivos entrevistados classificaram a experiência com o trabalho a distância como totalmente negativa. Tanto que 73,8% das multinacionais desejam prosseguir com a prática.

Outra pesquisa, organizada pela ferramenta Runrun.it, afirmou que 80% dos 334 líderes consultados não pretendem voltar ao modelo presencial. A ideia é investir, no mínimo, em um modelo híbrido, no qual os colaboradores possam ficar em casa durante a maior parte da semana.

Segundo matéria da Istoé Dinheiro, o Banco BMG já começou a adotar essa estratégia, abrangendo atividades presenciais e remotas. A ideia é levar em conta as necessidades e as vontades de todos os funcionários.

Um dos fatores que deve favorecer esse movimento de consolidação é justamente a vontade desses colaboradores. A pesquisa Covid-19 Home Office, desenvolvida pela Fundação Dom Cabral, revela que 54% dos colaboradores entrevistados querem propor a continuidade desse modelo aos seus respectivos gestores.

A vontade de manter o trabalho a distância é tão grande que a Salesforce, ferramenta de CRM (Gestão de Relacionamento com o Cliente), concluiu que mais de 50% dos brasileiros trocariam de emprego para permanecer em home office.

Isso pode ser explicado pelo fato de que 88% das pessoas consideram os horários flexíveis e a disponibilidade para cuidar da família como um coeficiente decisivo. O curioso é que, apesar disso, 62% dos entrevistados pelo estudo da Fundação Dom Cabral assumiram que precisam se encontrar com colegas de trabalho em outros locais para manter a produtividade, abrindo espaço para a adoção dos modelos híbridos.

É cedo para afirmar quais soluções vão prevalecer, entretanto, a prova de que estar fora dos escritórios deve ser a tendência nos próximos anos está no surgimento primitivo de um novo conceito: o anywhere office.

O termo, cuja tradução literal é “escritório em qualquer lugar”, tem sido considerada por muitos especialistas como uma evolução do home office. É uma versão ainda mais abrangente e flexível que exclui a obrigatoriedade dos colaboradores estarem em uma região específica, permitindo que as contratações aconteçam até mesmo em caráter internacional.

Conclusão

A pandemia da covid-19 acelerou a digitalização e transformou diversos âmbitos da sociedade. O comércio precisou apostar nas vendas on-line, o setor de serviços fez a transição para o ambiente virtual, e as jornadas de trabalho aderiram, de maneira forçada, ao trabalho a distância.

É impossível garantir quais mudanças serão mantidas após a normalização da situação, porém as experiências massivamente positivas já fizeram gestores e colaboradores declararem apoio à continuidade desse modelo no qual a flexibilidade de espaços e horários aumenta tanto a produtividade quanto o bem-estar dos envolvidos.

Uma opção sustentável e eficiente que tem potencial para elevar a qualidade de vida dos seres humanos e do planeta, colaborando com a construção de um futuro melhor.


Quer conhecer outras propostas que dividem esse objetivo? Clique aqui e confira nosso Blog.

Deixe um comentário