You are currently viewing As Melhores Medidas para sua Empresa Reduzir os Impactos Ambientais
Adults are sending the world to babies. Concept day earth Save the world save environment The world is in the grass of the green bokeh background

As Melhores Medidas para sua Empresa Reduzir os Impactos Ambientais

Descubra quais são os principais impactos ambientais que as empresas podem causar e quais medidas podem ser adotadas para amenizá-los.

Tempo de leitura: 10 minutos.

Desde que surgiram as primeiras máquinas a vapor na Inglaterra, por volta de 1760, o mundo passou por um grande desenvolvimento devido à criação das indústrias, o que possibilitou um aumento exponencial da fabricação de produtos e a melhora contínua da qualidade e expectativa de vida da população.

Por muito tempo, todo esse desenvolvimento foi realizado sem levar em consideração os impactos causados no meio ambiente em decorrência das atividades industriais, desde a obtenção da matéria-prima e o uso de recursos naturais até o descarte do produto por parte dos clientes.

Porém, ao longo das últimas décadas, foi constatado que esse modelo de desenvolvimento resultará em um grande desastre ambiental, em que as fontes não renováveis de energia serão extintas, a temperatura do planeta irá se elevar pelo efeito do aquecimento global e tanto a fauna quanto a flora mundial ficarão comprometidas. O resultado de todo esse desequilíbrio será catastrófico, colocando em risco o futuro da humanidade.

Impactos Ambientais

Para que esses desastres ambientais não ocorram e que a humanidade consiga evoluir sem colocar em risco o futuro do planeta Terra, várias leis e organizações que buscam proteger o meio ambiente foram criadas, inclusive no Brasil, por meio da Política Nacional do Meio Ambiente, elaborada em 1981.

Além disso, o conceito de desenvolvimento sustentável, cada vez mais colocado em evidência, defende que os suprimentos sejam utilizados de maneira e quantidade suficientes para a demanda atual, garantindo as necessidades das próximas gerações.

O desenvolvimento sustentável, antes visto como um modelo oneroso pelas empresas, atualmente se tornou uma vantagem competitiva para a organização que o estabelece como política ambiental. 

Vários são os benefícios do desenvolvimento sustentável pelas organizações. Como exemplo, podemos dizer que alguns países aceitam que apenas empresas sustentáveis entrem em seus mercados, bem como os investidores e os clientes têm dado cada vez mais  preferência a produtos que levaram em conta o fator ambiental na sua elaboração, sendo inclusive parte dos valores ESG.

Dessa forma, é essencial que sua empresa adote medidas de responsabilidade ambiental e reduza os impactos ambientais para atingir um desenvolvimento sustentável. Neste artigo, vamos mostrar quais são os maiores impactos ambientais cometidos pelas empresas, bem como as formas de evitá-los ou amenizar seus efeitos.

Impacto Ambiental

Para conhecermos as formas que as empresas podem impactar o meio ambiente, é necessário deixar claro a definição de impacto ambiental. Esse termo, segundo o Conama, refere-se à:

“qualquer alteração das propriedades físicas, químicas e biológicas do meio ambiente, causada por qualquer forma de matéria ou energia resultante das atividades humanas que, direta ou indiretamente, afetam:

I – a saúde, a segurança e o bem-estar da população;

II – as atividades sociais e econômicas;

III – a biota;

IV – as condições estéticas e sanitárias do meio ambiente;

V – a qualidade dos recursos ambientais” (Conama, 1986).

Ou seja, o impacto ambiental é toda a transformação que o ambiente sofre em decorrência da ação humana. Tais ações podem impactar a fauna, a flora e o bem-estar social. A seguir, vamos analisar as principais formas de impacto ambiental.

Poluição Sonora

Em ambientes industriais, é comum encontrar níveis de pressão sonora maiores que os aceitáveis, o que gera um grande desconforto para os trabalhadores e para a comunidade. Tais ruídos são, na maioria das vezes, provenientes de grandes máquinas, veículos e operações que exigem atrito entre partes.

Além do estresse gerado, a exposição prolongada a níveis elevados de ruído pode ocasionar surdez, fadiga, bem como afetam a fauna do local, resultando em fuga dos animais para outras localidades, alterando a composição biológica da região.

Poluição Visual

A poluição visual vem ganhando cada vez mais destaque por seus efeitos tanto na população quanto no ambiente. Esse tipo de poluição ocorre pelo excesso de propagandas em outdoors, cartazes, panfletos e anúncios que são direcionados a possíveis clientes, afetando o bem-estar da sociedade.

Além disso, grande parte dos resíduos gerados pela propaganda impressa é descartada nas ruas, contribuindo para o entupimento de bueiros e a formação de enchentes em dias chuvosos.

Poluição Atmosférica

A poluição atmosférica é a que provoca um dos maiores impactos ambientais que as empresas podem ocasionar. Por meio das atividades do processo produtivo, dos automóveis empregados para o transporte de cargas e, no caso de algumas indústrias, das queimadas realizadas, ocorre a liberação de diversos gases extremamente poluentes na atmosfera, que causam efeitos catastróficos para o meio ambiente.

Impactos Ambientais

Seus efeitos mais graves são mortes e sequelas em pessoas que contraem doenças respiratórias pela exposição a tais gases e poeiras, bem como também o impacto direto na saúde de animais e plantas.

Além disso, a poluição atmosférica é responsável direta pelo efeito estufa, que ocasiona o aumento da temperatura do planeta, o que compromete o equilíbrio biológico.

Degradação do Solo

É a alteração do solo de tal maneira que fica inviável a sua utilização. Isso pode ocorrer por meio do aumento da erosão, da perda de nutrientes ou pela sua contaminação. Tais impactos ocorrem a partir de queimadas e do depósito de resíduos sólidos, líquidos e de produtos químicos.

A degradação do solo implica em uma diminuição dos animais na região, comprometimento de toda a área florestal, bem como sua contaminação pode gerar perigo para a saúde humana.

Poluição da Água

A água é o recurso natural mais abundante e importante do planeta, sendo fundamental para a manutenção de todos os seres vivos e para a atividade industrial. Mesmo com toda essa importância, a água sofre poluição de diversas maneiras, o que traz prejuízos incalculáveis e compromete a manutenção do planeta Terra como é conhecido hoje.

Vários resíduos sólidos e líquidos, tais como óleos, combustíveis e agrotóxicos são lançados todos os dias nos cursos d’água, prejudicando a sua qualidade. O uso de agrotóxicos, pesticidas e produtos químicos na atividade industrial, bem como o chorume de resíduos e vazamentos de esgotos podem contaminar a água subterrânea, gerando um problema de saúde pública e colocando em risco os seus seres vivos.

Impactos Ambientais

Além disso, existe um grande desperdício desse recurso tanto na indústria quanto na sociedade, o que gera uma preocupação sobre a garantia da disponibilidade de água potável em abundância para as próximas gerações.

Medidas de Amenização do Impacto Ambiental

Com todos os malefícios que a não adoção de práticas que preservem o meio ambiente pode trazer, é essencial uma política ambiental eficiente que tenha como metodologia de trabalho o desenvolvimento sustentável. Na sequência, iremos mostrar algumas práticas que podem ser tomadas por sua empresa para reduzir o impacto ambiental.

Realizar uma Avaliação de Impacto Ambiental (AIA)

Antes de iniciar ou ampliar um empreendimento, caso seu negócio esteja enquadrado na resolução  Conama nº 001/86, é necessária a realização de uma Avaliação de Impacto Ambiental (AIA) por meio de um Estudo de Impacto Ambiental (EIA), no qual serão analisados todos os efeitos que a nova instalação terá na região para certificar a viabilidade ambiental do projeto.

O Estudo de Impacto Ambiental deverá conter os seguintes tópicos:

  • Diagnóstico do meio físico, biológico e socioeconômico onde a empresa será instalada;
  • Avaliação dos impactos ambientais da instalação;
  • Definição de medidas a serem tomadas para amenizar os impactos ambientais detectados;
  • Previsão dos impactos ambientais e fiscalização das medidas de amenização.

Após a realização do estudo, o mesmo passará por uma análise técnica realizada pelos órgãos ambientais competentes, bem como será avaliado pela sociedade e órgãos públicos. Caso aprovado, serão concedidas as licenças ambientais necessárias para ter início a instalação ou ampliação do empreendimento. 

Sistema de Gestão Ambiental (SGA)

O Sistema de Gestão Ambiental (SGA) é uma metodologia que visa atingir os objetivos e realizar as ações que são estabelecidas na política ambiental da empresa. Com isso, a empresa irá atingir um maior nível de sustentabilidade ecológica e empresarial, bem como atenderá aos requisitos das leis ambientais, terá uma melhor reputação perante os clientes e poderá atuar em mercados que exigem tal sistema de gestão.

Para implantar um SGA, é necessário adotar a norma ISO 14001, a qual estabelece uma série de medidas a serem realizadas, tais como:

  • Elaborar uma política ambiental;
  • Definir objetivos e metas a serem alcançados;
  • Definir a estrutura organizacional, responsabilidades e ações a serem realizadas;
  • Monitorar e correção das ações;
  • Avaliar a necessidade de alteração ou melhoramento da política ambiental ou das ações propostas.

Operações Sustentáveis

São métodos que a empresa pode adotar para se tornar mais sustentável, tanto no âmbito ecológico quanto empresarial, reduzindo os impactos ambientais negativos, obtendo uma economia inteligente e aumentando a vantagem competitiva da organização.

Entre as operações sustentáveis, as que mais se destacam são a Ecoeficiência e a Produção mais Limpa (P+L). Vamos analisar do que se trata cada uma delas.

Ecoeficiência

A ecoeficiência consiste em aumentar a produção utilizando menos recursos por meio de uma economia inteligente. Dessa forma, é possível agregar valor ao produto e diminuir o impacto ambiental da atividade produtiva.

Para implementar essa operação, é necessário levantar todas as etapas do processo produtivo e fazer uma análise em três focos de atuação. Vamos analisar cada foco de atuação a seguir.

  • Redução de insumos: avaliar onde é possível obter uma economia de suprimentos, tais como as matérias-primas, água e energia elétrica em todas as etapas do processo produtivo, bem como dar preferência a matérias-primas recicláveis;
  • Redução de emissões de poluentes: buscar alternativas de produção ou adotar métodos que possam diminuir a emissão de poluentes;
  • Agregar valor ao produto: consiste em deixar o produto mais durável para o cliente por meio de serviços de assistência ou de atualizações, aumentando o valor agregado. Em virtude disso, a empresa ganhará mais pelos serviços prestados, a quantidade de resíduos eletrônicos irá diminuir, e a empresa terá uma maior confiabilidade e retenção dos clientes.

Produção mais Limpa (P+L)

A produção mais limpa consiste em realizar adaptações no produto ou no processo para reduzir as emissões de poluentes e a geração de resíduos, o diminui o impacto ambiental e o custo de fabricação para a empresa. 

Para que isso seja possível, é necessário saber quais são os tipos de poluição que a empresa emite, bem como a quantidade de resíduos gerados em cada parte do processo.

As técnicas mais utilizadas para a produção mais limpa são:

  • Redução da emissão de poluentes na fonte;
  • Reutilização dos resíduos;
  • Reciclagem dos resíduos.

Elaborar um Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos

O plano de gerenciamento de resíduos sólidos tem como objetivo identificar, quantificar e propor formas de gerenciamento dos resíduos desde sua geração até seu reúso pela empresa ou seu uso pelas cooperativas de reciclagem. 

Tal plano deve gerir os resíduos de acordo com a seguinte ordem de preferência:

1. Não geração;

2. Redução;

3. Reutilização;

4. Reciclagem;

5. Destinação adequada (tratamento);

6. Disposição final (rejeitos).

Ou seja, em um primeiro momento, é necessário pensar em medidas que substituam a geração do resíduo. Caso não seja possível, uma série de ações devem ser tomadas até sua disposição final em forma de rejeitos, que são materiais que não podem ser utilizados de nenhuma forma.

Além disso, esse plano estabelece metas e cronogramas para a redução de resíduos e seu consumo consciente por parte da empresa. 

Fontes Renováveis de Energia

Uma das ações que mais causam impacto ambiental é a utilização de fontes de energia não renováveis, tais como a energia elétrica proveniente de recursos hídricos, uso de combustíveis e de carvão. Caso sejam utilizadas de forma indiscriminada, sua disponibilização no futuro estará comprometida, o que pode se tornar um grande problema social para as próximas gerações.

Dessa forma, é necessário dar preferência para fontes renováveis e limpas de energia, tais como a energia solar e eólica. Em relação à energia solar, a mesma é considerada a fonte adotada pela maioria das empresas no futuro em virtude da sua facilidade de utilização, devido ao seu baixo custo de instalação e rápido retorno.

Impactos Ambientais

Essa facilidade de adoção da energia solar se dá em virtude de novas modalidades de compartilhamento, tal como a energia solar compartilhada. Empresas especializadas no ramo, como a Bulbe, possuem fazendas solares, onde a energia gerada é enviada diretamente à rede elétrica, e as empresas podem obter cotas solares, trazendo uma economia significativa no custo da energia da organização e contribuindo para a conservação do meio ambiente.

Conclusão

É evidente que a necessidade da redução dos impactos ambientais é urgente, pois caso medidas efetivas não sejam tomadas, toda a vida como conhecemos estará em risco. Em relação ao papel das empresas, muitas vezes elas não sabem os impactos que podem gerar no ambiente e nem quais medidas a serem adotadas são realmente eficientes.

Para reduzir os impactos ambientais, uma série de atitudes podem ser tomadas, tais como a detecção dos efeitos no ambiente por meio de uma Avaliação de Impacto Ambiental (AIA) e a criação de um Sistema de Gestão Ambiental (SGA) para fornecer diretrizes das ações ambientais que a empresa deve realizar.

Impactos Ambientais

Além disso, a ecoeficiência e a Produção mais Limpa (P+L) são métodos de operações que visam reduzir custos de produção, gerar valor agregado ao produto e conseguir mais por meio da adoção de medidas sustentáveis. Para isso, uma gestão de resíduos sólidos é muito útil tanto para a reutilização de materiais quanto para o descarte apropriado dos resíduos.

A utilização de fontes renováveis de energia, como a solar, é uma das melhores formas de contribuir para a preservação do meio ambiente e trazer uma economia para a empresa de maneira instantânea. Essas fontes de energia, que no passado eram consideradas de elevado custo de implantação, hoje em dia estão mais acessíveis em virtude da geração de energia compartilhada, tal como é o modelo de trabalho da EMGD.

Cada vez mais as empresas se dão conta que, caso invistam e tomem atitudes para reduzir os impactos ambientais e gerar um consumo consciente, todos irão sair ganhando: o meio ambiente será preservado, a sociedade terá uma melhor qualidade de vida e as organizações terão uma maior vantagem competitiva. Dessa forma, a adoção do desenvolvimento sustentável será um dos fatores que irá dizer se a organização irá conseguir ou não se adaptar ao futuro do mundo empresarial.


Quer mais informações sobre os benefícios em adotar atitudes sustentáveis? Clique aqui e acesse mais dicas em nosso blog!

Deixe um comentário